Uma casa pra mama

Era 2013. Eu me sentia incomodada em passar boa parte do meu tempo pensando na minha carreira ( e como ser uma profissional melhor entre os melhores profissionais? hoje eu sei a resposta: afundando no tédio, claro). Foi o ano em que comecei a planejar a quebra desse ciclo vicioso até chegar na vida que eu construo hoje.

Pois bem, àquela altura eu não conseguiria lutar por propósitos maiores, por falta de tempo. Mas separei um dinheiro que eu tinha guardado e decidi que iria doar para alguma pessoa que poderia me representar, fazendo o que eu gostaria de estar fazendo naquele exato momento  – alguém que estava fazendo diferença no mundo e não estava presa dentro de um escritório, conhecendo países pelo Instagram.

Esse alguém era a Renata, uma brasileira que estava na África do Sul e que, por intermédio da Sílvia, tinha acabado de publicar seu novo projeto no Benfeitoria. A proposta era simples: havia uma senhora africana, mais conhecida por mama Sylvia, que adotou crianças órfãs – em sua maioria filhos de vítimas do HIV – e criou um orfanato em meio a segunda maior favela da África do Sul. As condições da casa que abrigava as crianças eram paupérrimas e a ideia era construir um novo lar para a mama e seus pequenos.

Lembro de assistir a esse vídeo e pensar “Isso, é isso o que eu queria estar fazendo exatamente agora! Que as mãos de Renata sejam as minhas e que esse dinheiro transforme meu trabalho em algo maior, de alguma forma”.

Apertei o enter e segui a vida. No mesmo ano, tive que escrever a bendita carta que pede para que o Sindicato não morda parte do meu salário (se você teve um histórico positivo em seu relacionamento com o Sindicato da sua área, sinta-se abençoado; não foi o meu caso). E foi na fila quilométrica que decidi que aquele dinheiro que eu estaria poupando (cerca de 30 reais por mês, a gente fica tentado a desistir de lutar por isso na fila, debaixo de Sol) não faria tanta diferença assim na minha vida mas gente, por favor, somos brasileiros: faz diferença na vida de muita gente, sim!

Então passei a escolher um projeto por mês. Alguns eu doava o equivalente a alguns meses de Sindicato. E era sempre muito bom poder apoiar de alguma forma, aquilo que eu acredito. É, sou dessas de botar fé na humanidade. E vou te falar que nosso lance é recíproco. Ontem mesmo recebi um e-mail carinhoso da Sílvia e da Renata, com esse vídeo que me fez chorar por alguns minutos:

“Fizemos o que podíamos dentro da nossa posição social. O Estado é falho, tanto aqui na África do Sul como no Brasil. Mas não é porque o sistema político é falho, que isso tira a nossa responsabilidade social dentro de uma sociedade (local e mundial) injusta e desigual. Por que nós podíamos dormir sabendo que o teto não iria cair durante a noite e a Mama e as crianças não? 
Nós não mudamos o mundo. E nem conseguimos resolver todos os problemas e preconceitos sociais que a Mama e as crianças vivem todos os dias. Mas fizemos aquilo que estava ao nosso alcance. E agora a Mama e as crianças não precisam mais tomar banho de balde, eles tem chuveiro e banheira. Agora a Mama e as crianças não precisam dormir no mesmo quarto, a Mama tem o quarto dela e as crianças se dividem entre dois quartos com beliches. Agora a Mama e as crianças também podem dormir sabendo que o teto não vai cair durante a noite.”
Fiquei feliz de ver o quanto eu, mama Sylvia, Silvia e Renata caminhamos nos últimos anos. Deu vontade de pegar o avião e correr para abraçar todo mundo pessoalmente. Quem sabe nas próximas férias…
Anúncios

4 comentários

    1. Liliane,

      Você não sabe o quanto é importante ler mensagens como a sua: me incentiva a continuar escrevendo. É que tudo só passa a ter sentido se é levado adiante, não é mesmo?

      Seus filhos escolheram profissões lindas, que eles tenham muitas descobertas boas nessa caminhada que se inicia.

      Muitos beijos!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s