Viva o palhaço brasileiro!

“Estou aqui para contar o que lembro e para lembrar que todo artista é um homem. E que todo ser humano é um tolo. E talvez nessa tolice esteja nossa salvação”

Peppe, em Pagliacci – Cia. La Mínima

Nem a faculdade. Nem a maternidade. Nem o intercâmbio. Nem todos os livros e documentários. Nada me preparou melhor para a vida, quanto minha paixão pelo arquétipo do palhaço.

É a arte, acima de qualquer religião, que me ensinou o que é vida eterna. E o palhaço, o que é vida.

Mas, e quando um palhaço sai de cena?

Domingos Montagner, palhaço brasileiro, saiu de cena mas não finalizou espetáculo. Deixou Luciana Lima, Fernando Sampaio, Francisco Montagner e Gustavo Wanderley, cuidando da iluminação. Fez de sua casa, palco. E agora quer manter um elenco de jovens aprendendo através da arte e da cultura do palhaço.

Vamos juntos construir as próximas cenas?

Para que elas de fato aconteçam, precisamos de uma trupe de doadores, que botem fé no riso, na graça e na leveza da vida. Se você, como eu, acredita nessa causa, por favor,   clique aqui.

“A alma humana divide-se no hemisfério rei e no hemisfério palhaço. O que há de trágico é ligado ao primeiro, e o que há de cômico, ao segundo. O hemisfério rei se complementa com o hemisfério profeta. O hemisfério poeta, com o palhaço. No meu entender o ser humano tem duas saídas para enfrentar o trágico da existência: o sonho e o riso”

Ariano Suassuna

 

 

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s